Notícias

Seu Pedro volta a estudar aos 102 anos

Bem-humorado, de fala mansa e repleto de muita fé, seu Pedro Francisco de Souza, de 102 anos, é o novo aluno da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Escola Municipal Suzete Cuendet, em Vitória.

Incentivado pelo filho, André de Souza, 46, que já faz a EJA há mais de um ano, foi o próprio idoso que pediu para voltar a estudar. Pelo menos uma vez na semana ele anda da sua casa até a escola, que fica no bairro Maruípe.

“Estou estudando para estimular a minha sabedoria. Quero renovar os meus conhecimentos, porque ainda tenho muito a aprender”, relatou o idoso, que é oleiro aposentado (profissional que fabrica telhas).

No dia a dia, ele treina algumas habilidades básicas de leitura e escrita ao lado de André, que também é seu colega de turma. Longe da sala de aula, faz questão de reforçar o ensino aprendido.

“Por enquanto, minha letra é um garrancho só, talvez os professores vão ter um pouco de trabalho. Mas eu estou gostando e sei que vou conseguir”, declarou, aos risos.

Segundo André, o orgulho que tinha pelo pai ficou ainda maior. “Antigamente, era meu pai que me levava para a aula. Agora, sou eu que o levo”, contou.

Durante a infância, seu Pedro tentou seguir na escola, mas conseguiu apenas se alfabetizar. O trabalho, naquele momento, impediu que estudasse, já que precisava ajudar financeiramente a família.

Mas sua vontade de aprender era tão grande que, já na vida adulta, até tentou estudar sozinho em casa. Diante das dificuldades, contudo, precisou deixar a educação em segundo plano mais uma vez.

“Ele sofreu muito, pois tinha que alimentar 14 filhos. Às vezes trabalhava o dia todo com fome e não tinha o que comer quando chegava em casa”, lembrou André.

Quem o acompanha atualmente em sala de aula é a professora Tania Taufner, 50. “Quando ele usou um lápis de cor, seus olhos brilharam, porque não lembrava a última vez que havia feito aquilo”, comentou.<br>
De acordo com a secretária de Educação de Vitória, Juliana Rohsner, o idoso é um exemplo de vida. “Seu Pedro mostrou que sempre temos tempo para realizar os nossos sonhos”, disse.

Depois de completar os estudos, ele confessa que quer, ainda, tentar entrar em uma faculdade. “Se Deus permitir, vou estudar cada vez mais, até decidir qual curso quero ocupar”, afirmou.

Seu Pedro garante que o segredo de tantos anos vividos é sempre ter esperança. Alguns dos seus maiores hobbies são ir à igreja, cuidar de plantas e assistir à televisão.

Incentivo da família a atividades 

Aos 102 anos, seu Pedro Francisco de Souza esbanja energia, embora completar um centenário seja raro, segundo especialistas. Mais difícil ainda é chegar a essa idade tendo uma vida saudável.

Na avaliação da médica geriatra e atual vice-presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia do Espírito Santo, Daniela Barbieri, é importante que o idoso mantenha-se ocupado para atingir a longevidade.

“Temos de lembrar que, quanto mais ativos estivermos, mais nos sentimos úteis. Isso dá uma sensação importante de bem-estar. A família pode incentivar, mas o próprio idoso tem de procurar manter-se autônomo através dessas atividades”, defendeu.

A geriatra Fernanda Damiani afirmou que o segredo para chegar aos 100 anos vai desde ter uma vida saudável a questões de genética e hereditárias.

“Ter uma alimentação saudável, fazer exercícios físicos e manter o sono regulado são primordiais para o envelhecimento saudável”, destacou a médica.

Ela defende, ainda, que a prática regular de exercícios atua na prevenção de doenças cardiovasculares, que são a principal causa de mortes em todo o mundo.

 

Fonte: Tribuna Online

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir conversa
1
Precisa de ajuda?
Olá, podemos ajudar?